aA

             

  • UNISA - Processo Seletivo 1° Semestre de 2017. Aqui é o seu lugar.

    Participe do processo seletivo do primeiro semestre de 2017 Leia mais
  • Personal coach, quem sonha precisa

    Se você não se atreve a arriscar, a ir em busca dos seus sonhos, como você vai saber se pode alcançá-los? Leia mais
  • Breve, Centro Empresarial de Coworking

    Para promover a disseminação da cultura empreendedora, a AGENDIS - com o apoio do Sebrae-SP - criou o primeiro Centro Empresarial de Coworking do Brasil, o cause. Leia mais
  • Metodologia para transformar empresas em Empresas IS

    Temos larga experiência em capacitação e consultoria a empreendedores. Nossos colaboradores já montaram franquias. Já trabalharam em parceria com diversas entidades de fomento ao empreendedorismo. Já trabalharam para diversas cidades, secretarias de desenvolvimento, órgãos internacionais. Já prestaram consultoria a multinacionais e entidades de classe. Leia mais
  • Cooperativismo entre empresas

    A cooperação está cada vez mais presente nas discussões e debates de alternativas para acelerar o desenvolvimento econômico e social dos países, como parte de solução para diversos problemas de uma sociedade mais complexa. Leia mais
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Plataforma online da ONU permite que voluntários contribuam com o desenvolvimento global sem sair de casa

Entrevista com Margarita Lizcano, responsável pela iniciativa Voluntariado Online para a América Latina.


O Programa de Voluntários das Nações Unidas (UNV) tem contribuído significativamente para o desenvolvimento humano de forma global, sendo o Brasil um de seus principais colaboradores. Para promover a plataforma de voluntariado online e destacar a participação dos brasileiros no projeto, a responsável da ONU para Voluntariado Online para a América Latina, Margarita Lizcano, esteve no Brasil e concedeu entrevista exclusiva ao PNUD sobre o tema.

Por que criar uma plataforma para voluntariado online?

A plataforma conecta voluntários a organizações e é online para dar mais oportunidades a mais pessoas. Muitas pessoas não podem viajar, não podem deixar seu local de trabalho, porque ainda estão construindo uma carreira, porque são donas de casa ou porque têm alguma deficiência física. Por essa razão, pela internet, elas podem participar, podem ser voluntárias.

Quem pode se inscrever para ser um voluntário online?

O requisito mínimo é ter 18 anos, mas os requisitos de cada tarefa são específicos. Se uma organização está buscando alguém que desenvolva um projeto a nível nacional, estão procurando alguém com muitos anos de experiência; mas pode ser também que estejam procurando uma pessoa que tenha muito tempo disponível, para fazer uma tradução de algo pequeno, como um parágrafo ou até algo maior, como um site completo. Depende de cada tarefa.

Em geral, qual é a faixa etária dos voluntários mais comprometidos?

A média dos voluntários é de 30 anos, mas temos voluntários muito jovens, que acabaram de sair da universidade, interessados em ganhar experiência profissional. Temos também pessoas aposentadas, que já acumularam experiência de muitos anos e querem ser voluntárias. 58 % dos nossos voluntários são mulheres, e 60 % vêm dos países em desenvolvimento.

O que você acredita que leva uma pessoa a se voluntariar pela Internet? A razão principal é o reconhecimento profissional ou há outras motivações?

Há muitos motivos. Tem gente que trabalha no setor privado e quer mudar a área de trabalho. Nesse caso, a motivação é tentar algo novo. Temos voluntários que ainda estão na universidade e querem simplesmente construir seu currículo, ou seja, ganhar experiência. Temos pessoas que vêm de cidades pequenas e querem estar em contato com pessoas de todo o mundo. Sempre tem uma história diferente atrás de cada pessoa, então as motivações também são muito diferentes.

Quais são as principais atividades que os voluntários têm que desenvolver?

Depende das organizações. Elas vêm até nós. É um serviço gratuito. As organizações é que nos dizem de quais tarefas elas precisam. Se uma organização quer, por exemplo, traduzir seu site, então haverá demanda para voluntários que saibam como traduzir um site. Se querem desenvolver um aplicativo, também podem fazer isso. Se simplesmente desejam que o voluntário escreva uma estratégia para um projeto, então haverá demanda para isso. Não há uma oportunidade de voluntariado que seja muito típica. Isso depende de cada organização.

Como vocês escolhem as organizações? Qualquer organização pode se inscrever para receber voluntários?

A maioria das organizações registradas conosco são ONG, 25% são agências da ONU, e só 3% são instituições públicas ou governamentais. Para que uma organização possa se registrar conosco, precisa estar registrada oficialmente e nos fornecer esse certificado de registro escaneado; também precisam nos contar de forma simplificada sua missão e quais são suas principais atividades. Depois, nós revisamos a candidatura e vemos se ela é autêntica.

Quais são os benefícios para as organizações?

Esse é um serviço gratuito para as organizações e para os voluntários, de forma que, por meio da plataforma, uma organização pode ter acesso a um número incrível de pessoas que a podem apoiar. Quanto mais organizações vierem até nós e divulgarem mais oportunidades, como, por exemplo, para lusófonos, então haverá mais oportunidades para os brasileiros que estão no exterior e que querem se reconectar a seu país.

Quem faz a seleção dos voluntários? São vocês do UNV ou as próprias organizações?

Os voluntários são voluntários das organizações. Dessa forma, nós não estamos envolvidos com o processo de recrutamento. O UNV não recruta os voluntários online. São as organizações que têm total controle sobre o recrutamento, a seleção e todo o resto envolvendo os voluntários online.

Então qual é o papel do UNV no processo?

Nosso papel é colocar em contato as organizações com os voluntários e nos assegurar de que a colaboração seja gratificante, positiva para ambos.

Desde quando vocês começaram com esse trabalho?

Desde 2000. A plataforma agora está com 15 anos e é muito sólida.

O que vocês estão fazendo para promoção e divulgação da plataforma?

Essa é uma das razões pela qual eu estou aqui. Nos últimos meses, vimos que o Brasil mostrou grande interesse pelo serviço de voluntariado online. Só no ano passado, tivemos aproximadamente 500 brasileiros que foram voluntários online. Desde 2000, do surgimento da plataforma, há mais de 2500 voluntários brasileiros. Por isso, estou aqui, para promovê-la. Vamos ver se, no futuro, podemos ir a mais países.

E sobre o Brasil, como estamos em comparação a outros países?

Em comparação com a América Latina, é o país que mais tivemos voluntários online no ano passado. Mundialmente, a Índia tem o número mais alto.

Qual é o nível de compromisso dos voluntários brasileiros?

Os voluntários são bons. Nós não os recrutamos, são as organizações que expressam sua satisfação. Em geral, 95% das agências, das organizações e dos voluntários expressaram que a colaboração online é positiva e tem sido boa ou excelente.

Se as agências têm algum problema com os voluntários, para quem elas devem se dirigir?

Nosso papel é assegurar que a colaboração seja o mais positiva possível. Ao final da colaboração, tanto o voluntário quanto a organização faz uma avaliação. Perguntamos se a colaboração foi boa, se a comunicação fluiu e se os objetivos foram atingidos. Assim é como podemos saber o que está acontecendo. Um dos mecanismos de controle que temos é o controle de qualidade. Quando há uma resposta insatisfatória nessa avaliação, nós intervimos.

Algum voluntário que não seja muito bem avaliado pode se voluntariar de novo?

Sim, porque o voluntário pode ser bom para uma tarefa e mau para outra, depende da comunicação com a organização.

Qual é a importância do voluntariado para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável?

O voluntariado tem as pessoas no centro do desenvolvimento e, se queremos um desenvolvimento inclusivo, temos que ir diretamente às pessoas. Nós damos oportunidades a pessoas que não podem se deslocar para contribuir, é uma maneira de estar presente no progresso. O voluntariado online proporciona que uma pessoa veja como dela também  um problema que geralmente ela veria como distante. A partir de um dado momento, essa pessoa passa a pertencer à equipe de uma organização e então começa a defender os valores dessa organização e assim contribui com o progresso.

Fonte: PNUD Brasil

+ Projetos

  • 1
  • Agentes de Desenvolvimento