aA

             

Metodologia para transformar empresas em Empresas IS

Temos larga experiência em capacitação e consultoria a empreendedores. Nossos colaboradores já montaram franquias. Já trabalharam em parceria com diversas entidades de fomento ao empreendedorismo. Já trabalharam para diversas cidades, secretarias de desenvolvimento, órgãos internacionais. Já prestaram consultoria a multinacionais e entidades de classe.

Para nós é muito claro porque a maioria dos arranjos produtivos locais não vão para a frente, apesar de importantes, necessários, de toda a ajuda de governos e órgãos de fomento. Pelo mesmo motivo da grande maioria das micro e pequenas empresas, terem um faturamento médio baixo, principalmente, no Brasil. Faltam empreendedores natos. Você sabia que empreendedores natos são muito raros, que só 0,0277% das pessoas nascem com a aptidão natural para empreender. Isto quer dizer de 99,933% dos empreendedores não tem aptidão para empreender, se levarmos em conta que só uma pequena parcela destes tem acesso a Escolas de Negócios, que falta recursos, falta acesso à educação, falta acesso ao mercado podemos deduzir que menos de 5% dos 99,933% terão a chance de serem capacitados de forma eficiente. Daí o caos que nossas empresas vivem, por outro lado é lindo encontrar empreendedores natos e ver a facilidade com que estes enfrentam problemas e criam empresas gigantes antes dos 20 anos. Imagina como seria mágico se colocássemos estes empreendedores em rede com outros empreendedores, com menos talento para empreender, mas com grandes talentos para criarem carros, moda, software, produzirem alimentos, cultura, etc. Na verdade um não existe sem o outro, só que nossa economia hierarquizou a produção humana. Colocou quem produz dinheiro acima de quem cria e produz bens. Este ficou acima, quando deveria ser colocado lado a lado.

Nossa metodologia corrige esta falha, acha estes empreendedores natos e coloca-os a frente de grande massa de empresas, todas colaborando entre si, para um único objetivo, a sustentabilidade da cadeia. Numa relação de ganha, ganha. Ganham os empreendedores natos, porque por mais promissor que fosse seu negócio próprio, entrar em rede lhe dará a chance de – de uma hora para outra – ter muitos milhões de empreendedores alinhados em rede. E ganha o eterno aprendiz de empreendedor, porque terá oportunidade de fazer a parte que gosta, que possui habilidade nata, na empresa e participará de uma empresa líder no mercado. Ganham as economias locais que verão seus cidadãos engajados em empresas solidas e sustentáveis, em tempo recorde.

Sabemos que parece, da forma que escrevemos, muito fácil, não é, mas também não é impossível, porque assim, como as multinacionais conseguem atuar no mundo todo, construindo plantas fabris em países com cultura, língua, temperatura, economias diferentes e conseguem ser mais ricas e poderosas do que muitos países, com muito trabalho e uma metodologia vencedora, também conseguiremos acelerar nossos arranjos produtivos, transformando-os em empresas promissoras.

 

+ Projetos

  • 1